Síndrome do Pânico

Seja o primeiro a compartilhar isto entre seus amigos:

Introdução

Você às vezes tem ataques repentinos de ansiedade e um medo esmagador que duram por vários minutos? Talvez seu coração esteja batendo forte, você sue e você sinta que não consegue respirar ou pensar. Esses ataques ocorrem em horários imprevisíveis, sem nenhum gatilho óbvio, fazendo com que você se preocupe com a possibilidade de ter um outro a qualquer momento?

Se assim for, você pode ter um tipo de transtorno de ansiedade chamado síndrome do pânico. Se não for tratada, o transtorno do pânico pode diminuir sua qualidade de vida, pois pode levar a outros medos e transtornos mentais, problemas no trabalho ou na escola e isolamento social.

Como é ter transtorno do pânico?

“Um dia, sem qualquer aviso ou razão, um sentimento de ansiedade terrível desabou sobre mim. Eu senti que não conseguia ar suficiente, não importa o quanto eu respirasse. Meu coração estava batendo no meu peito e eu pensei que poderia morrer. Eu estava suando e me senti tonta. Eu senti que não tinha controle sobre esses sentimentos e como se estivesse me afogando e não conseguia pensar direito.

“Depois do que pareceu uma eternidade, minha respiração desacelerou e eu finalmente larguei o medo e meus pensamentos acelerados, mas eu estava totalmente exaurida e exausta. Esses ataques começaram a ocorrer a cada duas semanas e eu pensei que estava perdendo a cabeça.

O que é transtorno do pânico?

Pessoas com transtorno do pânico têm ataques repentinos e repetidos de medo que duram vários minutos ou mais. Estes são chamados de ataques de pânico . Ataques de pânico são caracterizados por um medo de desastre ou de perder o controle, mesmo quando não há perigo real. Uma pessoa também pode ter uma forte reação física durante um ataque de pânico. Pode parecer um ataque cardíaco. Ataques de pânico podem ocorrer a qualquer momento, e muitas pessoas com síndrome do pânico se preocupam e temem a possibilidade de ter outro ataque.

Uma pessoa com síndrome de pânico pode ficar desanimada e sentir-se envergonhada porque não pode realizar rotinas normais como ir à escola ou ao trabalho, ir ao supermercado ou dirigir.

A síndrome do pânico geralmente começa no final da adolescência ou início da idade adulta. Mais mulheres que homens têm transtorno do pânico. Mas nem todo mundo que experimenta ataques de pânico desenvolverá a síndrome do pânico.

O que causa a síndrome do pânico?

Ao longo dos anos, passamos por vária situações que têm uma certa carga emocional, nosso subconsciente registra cada uma delas desde a vida intrauterina, estas situações se acumulam e como se em algum momento traumático toda essa carga transbordasse o “recipiente” que la estavam guardadas. Este “transbordo de recipiente” se reflete em diversas síndromes, inclusive a síndrome do pânico trazendo vários sintomas associado.

Quais são os sinais e sintomas do transtorno do pânico?

Pessoas com síndrome do pânico podem ter:

  • Ataques de pânico súbito e repetido de ansiedade e medo esmagador
  • Um sentimento de estar fora de controle, ou um medo da morte ou desgraça iminente durante um ataque de pânico
  • Sintomas físicos durante um ataque de pânico, como coração batendo ou acelerado, sudorese, calafrios, tremores, problemas respiratórios, fraqueza ou tontura, formigamento ou dor nas mãos, dor no peito, dor de estômago e náusea
  • Uma intensa preocupação sobre quando o próximo ataque de pânico acontecerá
  • Medo ou evitação de lugares onde os ataques de pânico ocorreram no passado

Como o transtorno de pânico é tratado?

Na regressão à causa, achamos a causa emocional do problema e todas as situações que ficaram gravadas no subconsciente relacionadas ao problema, neutralizando cada uma delas e se houverem pessoas associadas neutralizando toda a carga emocional envolvida.

 

 

Nota: As informações e conselhos disponibilizados no site Bruno Kuroki Hipnose Clínica não substituem o parecer/opinião do seu Médico.

Seja o primeiro a compartilhar isto entre seus amigos: