Síndrome do Pânico

Síndrome do PanicoA Síndrome do Pânico é uma doença caracterizada pela ocorrência repentina, imprevisível e de certa forma inexplicável de crises de ansiedade aguda que tem como marca a sensação de muito medo e desespero, conectadas a apavorantes sintomas físicos e emocionais, que atingem sua intensidade máxima em até dez minutos. Durante o ataque de pânico, em geral de curta duração, a pessoa experimenta a nítida sensação de que vai morrer, ou de que perdeu o controle sobre si mesma e vai enlouquecer.

Uma pessoa com síndrome de pânico pode ficar desanimada e sentir-se envergonhada porque não pode realizar rotinas normais como ir à escola ou ao trabalho, ir ao supermercado ou dirigir.

A síndrome do pânico geralmente começa no final da adolescência ou início da idade adulta. Mais mulheres que homens têm transtorno do pânico. Mas nem todo mundo que experimenta ataques de pânico desenvolverá a síndrome do pânico.

Causas e Sintomas

Ao longo dos anos, passamos por vária situações que têm uma certa carga emocional, nosso subconsciente registra cada uma delas desde a vida intrauterina, estas situações se acumulam e como se em algum momento traumático toda essa carga transbordasse o “recipiente” que la estavam guardadas. Este “transbordo de recipiente” se reflete em diversas síndromes, inclusive a síndrome do pânico trazendo vários sintomas associado.

Pessoas com síndrome do pânico podem ter:

  • Ataques de pânico súbito e repetido de ansiedade e medo esmagador
  • Um sentimento de estar fora de controle, ou um medo da morte ou desgraça iminente durante um ataque de pânico
  • Sintomas físicos durante um ataque de pânico, como coração batendo ou acelerado, sudorese, calafrios, tremores, problemas respiratórios, fraqueza ou tontura, formigamento ou dor nas mãos, dor no peito, dor de estômago e náusea
  • Uma intensa preocupação sobre quando o próximo ataque de pânico acontecerá
  • Medo ou evitação de lugares onde os ataques de pânico ocorreram no passado

Tratamento com Hipnoterapia

Na regressão à causa, achamos a causa emocional da síndrome do pânico e todas as situações que ficaram gravadas no subconsciente relacionadas ao problema, neutralizando cada uma delas e se houverem pessoas associadas neutralizando toda a carga emocional envolvida. Quando isso acontece, você consegue re-educar o subconsciente como pensar, sentir e agir em situações futuras. 

Veja outros exemplos de tratamentos com Hipnoterapia.

Nota: As informações e conselhos disponibilizados no site Bruno Kuroki Hipnose Clínica não substituem o parecer/opinião do seu Médico.

Curta e siga nossas páginas (:
Facebook
Instagram
× Como posso te ajudar?